Opinião »

nada sobre nós sem nós

Confira os depoimentos de quem faz parte da nossa rede de inteligência inclusiva colaborando com a Frente Parlamentar em Defesa das Pessoas com Deficiência.

 
 
 
pernambuco-inclusivo-10.jpg
 

terezinha-nunes.png
Com a criação da Frente nosso objetivo foi dar voz a quem não tem voz. As pessoas com deficiência e suas famílias estavam relegadas a segundo plano. Vivendo concessões dadas a elas por pessoas que não estavam por dentro de seus problemas. Agora falam com todos os poderes no plano das demais pessoas.
— Terezinha Nunes, Deputada e Presidente da Frente Parlamentar em Defesa das Pessoas com deficiência

A Frente Parlamentar ainda não tem um ano, mas já representa um passo decisivo para a inclusão social das pessoas com deficiência. Começamos a combater o preconceito, o descaso e a tirar da invisibilidade gente deixada de lado por limitações físicas ou psicológicas. Nossa ida às cidades-polo do Interior para mobilizar Câmaras Municipais, ONG’s e a sociedade civil para uma ação em rede é outra boa novidade. É a prática política na sua melhor expressão, a de cuidar do ser humano, com integral respeito à sua dignidade.
— Laura Gomes, Deputada e relatora da Frente Parlamentar em Defesa das Pessoas com Deficiência
laura-gomes.png

bruno-moury-fernandes.png
Um dos maiores legados da Frente foi possibilitar os encontros e diálogos entre as maiores lideranças e autoridades do Estado na matéria. Através desse processo é que surgem novas ideias que irão possibilitar projetos e proposições das medidas e mudanças necessárias. Temos muito que avançar nessa seara e a Frente é um grande passo nesse sentido.
— Bruno Moury Fernandes, Presidente da Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência da OAB-PE

A Frente responde a uma demanda dos grupos sociais que vêm lutando pelos direitos das pessoas com deficiência em Pernambuco, dando oportunidade de juntos discutirem questões de seus interesses, no intuito de procurar caminhos para dirimir as barreiras que têm impedido de serem tratadas com isonomia pela sociedade.
— Mônica Pádua, Representante do Poder Judiciário de Pernambuco
monica-padua.png

A Frente tem realizado um importante trabalho em favor da coletividade, principalmente por aglutinar esforços de diversos atores e focar um olhar mais inclusivo para as pessoas com condições especiais.
— Édipo Soares, Promotor do Ministério Público de Pernambuco

A Frente avançou na discussão de temas como inclusão escolar, inserção no mercado de trabalho e no atendimento na área de saúde. Espero que em 2018 se estabeleça como comissão permanente e suas ações se tornem cada vez mais eficazes na construção de uma sociedade pernambucana mais justa e inclusiva.
— Izabel Moreira, Procuradora do Estado e Secretária da Comissão de Defesa dos direitos da Pessoa com Deficiência
izabel-moreira.png

Os direitos das pessoas com deficiência são constantemente desrespeitados, apesar de todo leque de legislação a favor. Com a Frente, percebemos que mediante diversas audiências com a presença de diversos atores do poder público tenho mais esperança de que possam efetivamente autuar de maneira positiva para que os direitos sejam de fato respeitados.
— Antônio Muniz, Presidente do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência e Presidente do Conselho Municipal de Defesa da Pessoa com Deficiência

O segmento teve enormes avanços com a criação da Frente que vem atuando na conquista de direitos e dando visibilidade à causa, com discussões pertinentes que vão contribuir na construção de políticas públicas e na resolução dos problemas.
— Maria do Carmo Oliveira, Presidente  do Conselho Estadual em Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência (CONED)

edmilson-silva.png
O papel da Frente é importante na questão da inclusão para construção de políticas públicas. A Frente conseguiu levar pra dentro da Assembleia Legislativa de Pernambuco a temática da pessoa com deficiência, dando resolução mais rápida a alguns temas.
— Edmilson Silva, Superintendente Estadual de Apoio a Pessoa com Deficiência

A Frente nos permite dialogar com os parlamentares, levar a demanda da população para quem efetivamente poderá dar os devidos encaminhamentos. O segmento das pessoas com deficiência em Pernambuco tem se feito representar, tendo voz e vez.
— Felipe Gervásio, Fundador e Presidente da ONG Deficiente Eficiente

germana-soares.png
Tem sido de importância ímpar. É uma das Frentes que realmente estou vendo funcionar, sensível às questões e dificuldades do dia a dia de uma pessoa deficiente, com tentativa de resolver questões de acordo com a realidade de cada situação.
— Germana Soares, Presidente da União de Mães de Anjos (UMA)

Existem, em Pernambuco, 2.426 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência, essa parcela da população conta agora com um instrumento na busca dos nossos direitos. A Frente representa uma oportunidade de conseguir a inclusão social desse segmento.
— Paulo Fernando da Silva, Dirigente da Gerência Municipal da Pessoa com Deficiência do Recife
paulo-fernando-da-silva.png

jose-diniz.png
Com a criação da Frente, tomamos uma nova direção na nossa luta, estamos discutindo vários pontos, com leis sendo criadas e modificadas. Isso tem um ganho enorme para todas as instituições que lidam com a causa.
— José Diniz, Presidente da Associação Pernambucana de Cegos

E me sinto excluído para vários tipos de situação, onde não sou considerado normal. Ex: concursos, funções de trabalho. E não sou considerado deficiente: por ter um decreto lei que retirou os surdos unilaterais total da lei que existe. Como podemos fazer parte e saber nossos direitos a partir desta frente parlamentar que vi bastante engajamento para muitas deficiências graves! Os Surdos unilaterais é uma deficiência leve! Mas é deficiência!
— Luis Henrique Negromonte
luis-henrique-negromonte.png
 
 

Cadastro »

por Um pernambuco mais inclusivo

pernambuco-inclusivo-02.jpg