Sobre a arte de brincar, aprender e pertencer

Engenhosa e inteligente é a iniciativa da multinacional fabricante de brinquedos, LEGO, ao criar peças em braille para crianças com deficiência visual.

A empresa nos inspira e mostra ao mercado que é possível promover inclusão, pensar em produtos para todos.

No passado, a LEGO protagonizou um case pioneiro quando criou o primeiro bonequinho em cadeira de rodas, quando atendeu ao chamado da tag viralizada #toylikeme . A tag era o desabafo de uma mãe, que postou nas redes sociais a hastag um desabafo sobre a dificuldade de não conseguir encontrar um bonequinho, que, como seu filho, estivesse em cadeira de rodas. 

A tag #toylikeme ganhou o mundo e inspirou a LEGO a criar novas peças. Isso sim é representatividade verdadeira.

1.jpg

A humanização e a necessidade por inclusão, pela construção de um mundo verdadeiramente melhor, tem inspirado as marcas e no Brasil temos o caso da Tina Descolada, uma blogueira que tem deficiência e virou "boneca" pelas mãos da empresa Mattel. Na época, a blogueira, Tina, que tem um blog onde conta suas dores e delícias de ser uma pessoa em cadeira de rodas da forma mais descolada possível, comentou: "precisamos de magia pra sobreviver, eu por exemplo, adoro bonecas". Lindo, né? Visite o blog de Tina.

2.jpg

Outro exemplo lindo é essa boneca da Barbie:

3.jpg

E agora as peças em braille da LEGO nos enche de esperança e no faz torcer para que cada vez mais, a brincadeira de viver incluído seja um direito de todos.

Confira os detalhes:

https://canaltech.com.br/inovacao/lego-vai-lancar-pecas-em-braille-para-alfabetizar-deficientes-visuais-117522/ 

4.jpg

Fonte: LEGO

Imagens: Google