Primeiros resultados do projeto começam a aparecer

static1.squarespace-2.jpg

Além de compilar todas as sugestões e encaminhamentos em um único documento que irá ao Poder Executivo do Estado, Terezinha Nunes irá propor que a Frente em Defesa das Pessoas com Deficiência se torne uma comissão permanente dentro da Casa Joaquim Nabuco. Confira a seguir os primeiros resultados do trabalho realizado pela Frente Parlamentar:

  1. Redução da jornada de trabalho para servidores públicos do Estado que possuem filhos com deficiência;
     
  2. Criação do Prêmio Educação Inclusiva para dinamizar a temática no segmento educacional;
     
  3. Destinação de emendas parlamentares da Deputada Estadual Terezinha Nunes para a criação de um Centro de Doenças Raras e de entidades de atenção às pessoas com deficiência como a AACD, Apae, Apec e Amar, entre outras;
     
  4. Criação de um grupo de trabalho para alteração legislativa da lei do Vem Livre Acesso;
     
  5. Realização de varredura de acessibilidade no prédio da Assembleia Legislativa;
     
  6. Criação, junto ao Ministério do Trabalho, de um grupo de trabalho em que foram estudadas novas legislações para os editais de concursos públicos e cotas para pessoas com deficiência;
     
  7. Ampliação de espaço físico para cadeiras de rodas dos ônibus da Região Metropolitana do Recife;
     
  8. Audiência com presença da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em que foi discutido o acesso aos leites especiais e a regulamentação do Canabidiol (CBD) para pacientes com doenças raras;
     
  9. A Frente foi a três regiões administrativas do Estado: Petrolina, Ouricuri e Afogados da Ingazeira, e enviou às câmaras municipais dos 184 municípios a sugestão da criação de Frentes Municipais para formar uma rede de inteligência inclusiva em todo o estado;
     
  10. Proposta à Assembleia Legislativa para que a Frente Parlamentar em Defesa das Pessoas com Deficiência se torne permanente dentro da Casa Joaquim Nabuco.